Distúrbio do Processamento Auditivo Central – O que é?

Vocês já ouviram falar do PAC – Processamento Auditivo Central? Não? Isso é porque é algo que vem ganhando espaço e conhecimento somente agora. O Processamento Auditivo Central, também conhecido como PAC, é o conjunto de habilidades auditivas necessárias para que o indivíduo compreenda a mensagem que ouviu, é a interpretação e resposta que o cérebro faz do som que chegou pela orelha. Em palavras mais simples, é: “o que fazemos com aquilo que ouvimos”.


As causas do Distúrbio do PAC podem ser variadas e muitas vezes desconhecidas, contudo as mais comuns são de origem genética, otites de repetição, lesões cerebrais por anóxia ou traumatismo craniano, presença de outros distúrbios neurológicos, atraso maturacional das vias auditivas do Sistema Nervoso Central ou por envelhecimento natural do cérebro. Por isso, a maior parte dos diagnósticos é feita em crianças e idosos.
E como identificar se temos o distúrbio de PAC? Vocês devem conhecer alguém que pede para repetir aquilo que acabamos de falar. Que parece não ouvir quando chamamos ou pedimos algo. Aquelas frases ‘chave’:“que?”; “Hã?”;“Não ouvi, fala de novo!”. Crianças e adolescentes, e até mesmo adultos, que têm o Distúrbio do Processamento Auditivo Central podem apresentar diversas manifestações comportamentais, como:
- dificuldade em memorização de atividades diárias
- dificuldade de contar histórias e dar recados
- dificuldade em seguir ordens
- compreensão prejudicada em ambientes ruidosos
- troca de letras na escrita e dificuldade em organizar a escrita
- trocas na fala e problemas articulatórios envolvendo os sons r/l e s/z
- dificuldade em compreender o que lê
- distração
- desorganização
- agitação, ansiedade e impaciência
- demora em compreender o que lhe foi solicitado

Diversas pessoas possuem alguma característica citada acima, o que quer dizer que elas podem ou não ter o Distúrbio do PAC. Para saber precisamente se há ou não alguma alteração, é necessário fazer um exame específico. Este é realizado pelo profissional fonoaudiólogo, e requer um ambiente acusticamente preparado para isso. O resultado é analisado e as orientações são feitas para depois ser realizada a intervenção necessária em cada caso.
            Cada vez mais tem aumentado o número de casos de pessoas com o Distúrbio do Processamento Auditivo Central que vêm realizando terapias e tratamentos, isso se deve à quantidade de pessoas que apresentam as queixas e buscam orientações. Escolas têm encaminhado crianças com dificuldades escolares e de aprendizagem, e pais buscam por algum profissional que explique o comportamento atípico dos filhos. Isso é muito importante, pois existem profissionais da saúde que podem investigar e auxiliar diante das dificuldades encontradas. Portanto, não hesite em procurar um FONOAUDIÓLGO, e tire suas dúvidas. Conheça um pouco mais sobre o Processamento Auditivo Central.




Manuela F. Juliani – Psicóloga

Cristina R. Gimenes – Fonoaudióloga 


Para conhecer um pouco mais sobre o trabalho e serviços oferecido pela  Clinica Ciclos acessem: www.clinicadesaudeciclos.com.br/



CONVERSATION

0 comentários:

Postar um comentário

Back
to top