Tecnologia na infância



As aulas de programação têm como proposta o estímulo da criatividade, do pensamento lógico, da visão sistêmica e do trabalho em grupo. Da mesma maneira que aprendemos matemática não necessariamente para nos tornarmos professores de matemática, o ensino da programação não visa formar programadores. Mas conhecer as diversas áreas da tecnologia e familiarizá-los com essa linguagem essencial para o futuro.

A proposta é que os estudantes aprendam a programar aplicativos para celulares e tablets, games em 2D e 3D e páginas da internet, além de ter também noções de  empreendedorismo.

O interesse em estudar programação parte das crianças, na SuperGeeks 70% das matrículas são feitas a pedido dos alunos. “Na maior parte das vezes, as crianças ficam sabendo do curso e pedem para os pais” diz Josephine Moussa, diretora da SuperGeeks Campinas.

Por serem os mais empolgados, os alunos sempre acabam contanto para os amigos sobre as aulas e assim indicam o curso para os colegas. Por isso, a SuperGeeks Campinas acaba de criar uma campanha para sortear dois prêmios para quem indicar os amigos.

Na campanha Amigo Indica Amigo, os alunos que indicarem algum amigo para fazer a Oficina de Games, ganham um cupom por cada amigo que participar e o amigo também ganha um cupom ao realizar a matrícula. No dia 01 de julho será sorteado um óculos de realidade virtual com fone de ouvido e controle remoto, e no dia 02 de setembro será sorteado um Kit Gamer com um teclado, mouse, fone e mousepad.





CONVERSATION

0 comentários:

Postar um comentário

Back
to top