Atellier Cheia de Graça



Atellier Cheia de Graça

A história da Alta Costura começa no século 19, com um inglês chamado Charles
Frederick Worth. Era a época da Revolução Industrial – que começou ainda no final
do século anterior na Inglaterra, com o surgimento do tear mecânico e indústrias de
tecidos de algodão, e depois se espalhou pelo restante da Europa, durante todo o
século dezenove -, quando se deu o desenvolvimento de diversas máquinas, inclusive a
de costura, de modo que a produção de roupas passou a ser mais rápida e fácil. Essa
produção em série era escoada através dos grandes magazines, como era o caso do Le
Bon Marché, inaugurado em 1838 e que existe até hoje. Com um cenário de
crescimento da roupa feita em fábricas, Worth percebeu que era preciso valorizar a
criação. A moda para os afortunados era dominada por costureiras, que faziam as peças
de acordo com os pedidos das clientes, sem que houvesse um trabalho de efetiva
criatividade. Então, em 1858, ele abriu seu próprio negócio em Paris, onde vendia seus
vestidos exclusivos para aristocratas que ele selecionava, através de indicações de quem
 já era seus clientes. As roupas eram criadas a seu gosto, sem interferências dos desejos
das madames. Essas iam até ele atrás de seu poder criativo, e não ele quem corria atrás
de clientes para satisfazê-las. Surgia então a idéia de artista e deixava-se para trás a
figura do simples costureiro, reprodutor de modelos.



Pensando no conceito de Alta Costura a querida Jane criou e montou seu próprio Ateliê,
onde cria suas peças de acordo com a ocasião, podendo ser vestidos de festas, noivas,
mãe e filha, damas, madrinhas e formandas.

Cada peça é única, exclusiva e totalmente artesanal, feitas com todo requinte e luxo que
se deve ser para um momento único e inesquecível!



Existe uma séria de regras, que foram criadas para determinar a alta costura e duas
delas o Atellier Cheia de Graça usa todos os dias:
-  as peças devem ser sob encomenda, sob medida, com uma ou mais provas;
- elas também devem ser feitas de forma artesanal, sem interferência de máquinas;



Instagram: @atelliercheiadegraca
Facebook: atelliercheiadegraca
WhatsApp: (62) 99250-7334
Email: janeurzeda@gmail.com

CONVERSATION

0 comentários:

Postar um comentário

Back
to top